Incesto/ Incest Cover Image

About the Author: Mário de Sá-Carneiro

Mário de Sá-Carneiro (Lisboa, 19 de Maio de 1890 — Paris, 26 de Abril de 1916) foi um poeta, contista e ficcionista português, um dos grandes expoentes do modernismo em Portugal e um dos mais reputados membros da Geração d’Orpheu.

Na fase inicial da sua obra, Mário de Sá-Carneiro revela influências de várias correntes literárias, como o decadentismo, o simbolismo, ou o saudosismo, então em franco declínio; posteriormente, por influência de Pessoa, viria a aderir a correntes de vanguarda, como o interseccionismo, o paulismo ou o futurismo.

Nessas pôde exprimir com vontade a sua personalidade, sendo notórios a confusão dos sentidos, o delírio, quase a raiar a alucinação; ao mesmo tempo, revela um certo narcisismo e egolatria, ao procurar exprimir o seu inconsciente e a dispersão que sentia do seu «eu» no mundo – revelando a mais profunda incapacidade de se assumir como adulto consistente.

O narcisismo, motivado certamente pelas carências emocionais (era órfão de mãe desde a mais terna puerícia), levou-o ao sentimento da solidão, do abandono e da frustração, traduzível numa poesia onde surge o retrato de um inútil e inapto. A crise de personalidade levá-lo-ia, mais tarde, a abraçar uma poesia onde se nota o frenesi de experiências sensórias, pervertendo e subvertendo a ordem lógica das coisas, demonstrando a sua incapacidade de viver aquilo que sonhava – sonhando por isso cada vez mais com a aniquilação do eu, o que acabaria por o conduzir, em última análise, ao seu suicídio.

Embora não se afaste da metrificação tradicional (redondilhas, decassílabos, alexandrinos), torna-se singular a sua escrita pelos seus ataques à gramática, e pelos jogos de palavras. Se numa primeira fase se nota ainda esse estilo clássico, numa segunda, claramente niilista, a sua poesia fica impregnada de uma humanidade autêntica, triste e trágica.

Por fim, as cartas que trocou com Pessoa, entre 1912 e o seu suicídio, são como que um autêntico diário onde se nota paralelamente o crescimento das suas frustrações interiores.


Incesto/ Incest Cover Image

Find the best price forIncesto/ Incest

Goodreads rating: 3.91

Paperback, Published in Jan 1970 by Gadir

ISBN10: | ISBN13: 9788496974319

Page count: 123

Esta novela breve, inédita hasta hoy en castellano, fue escrita por Sá-Carneiro (1890-1916) cuando apenas contaba 21 años de edad, y vio la luz en 1912, en el volumen titulado Principio. Cuando se publicó, la crítica lo acogió con sorpresa por su calidad y con estupor por la precocidad de su autor, señalando como increíble que «una criatura de veinte años pudiera concebir y escribir una obra tal»… «El libro demuestra que estamos ante un escritor de los que marcan». En aquel año, el anónimo articulista de O Século, autor de estas palabras, no podía conocer la enorme trascendencia que, efectivamente, tendría la obra del genial amigo de Pessoa en la literatura portuguesa ni, claro está, la brevedad de su obra debida a lo corto de su vida.
En Incesto, Sá-Carneiro despliega ya las dotes literarias que desarrollará en el resto de su obra, especialmente en El cielo en llamas y La confesión de Lucio. Como en el resto de su obra narrativa, la brevedad va aquí unida a la intensidad y a una visión del mundo que fue la de su autor, en la que confluyen un intenso torrente vital con el drama que transformará la vida del protagonista; y la sensualidad, tan presente en la obra de Sá, con la muerte, que tan pronto truncaría su vida.

Compare New Book Prices for Incesto/ Incest
Retailer
Price
Delivery
 
Total
 
...

SEARCHING FOR PRICES...

Categories for this title

Compare book prices with SocialBookco. Get by at the best price. This book is for ISBN which is a copy .

Duplicate entry '' for key 'isbn10'